contato@biosoft.com.br (31)3273-7478/3273-7479

Vivemos tempos desafiadores em que nos defrontamos com situações que nos obrigam a desenvolver métodos de trabalho para obtenção de resultados compensadores. Por exemplo, estabelecer-se em consultório, em clínica privada. É muito comum que profissionais recém formados queiram abrir um consultório. Mas qual é a melhor escolha, sozinho ou em grupo? Em ambas as opções sempre existem as vantagens e desvantagens.

Consultório individual

Caso o profissional prefira trabalhar sozinho e esteja disposto a assumir todas as tarefas administrativas, assumir os custos fixos e deseja ter maior disponibilidade de horários para atendimentos o mais indicado é abrir um negócio próprio. Sem dúvida que custos maiores podem ser superados pelos ganhos obtidos por ter maior liberdade de horários. Muitas vezes os profissionais que manipulam instrumentos e equipamentos podem preferir preservar o uso consigo apenas, não compartilhando.

Como alternativa, ter outro profissional para compartilhar e conservar os equipamentos pode ser uma forma de tornar o investimento mais rentável e compensador. Um equipamento subutilizado é fator de prejuízo.

Consultório compartilhado

Sempre foi uma boa alternativa trabalhar em grupo, seja pequeno, ou em clínicas de multi especialidades. É uma maneira de lidar com custos fixos, uma vez que todos eles serão compartilhados, tanto aqueles com instalações físicas e de pessoal, quanto os outros com equipamentos. Criar um grupo por especialidade, com outros profissionais que possuem perfis parecidos, é uma situação notável para um consultório em sociedade.

Toda sociedade deve ser bem estabelecida e bem cuidada desde o início, porque é preciso levar em consideração os problemas que podem surgir. Em um consultório individual o médico pode acabar excessivamente sobrecarregado com diversas funções,  mas tem o poder de decisão e pode organizar tudo conforme pensa. Pode até “errar sozinho”. Estando em um grupo pode haver diferentes pensamentos e maneiras de conduzir que trazem discordâncias e dificuldades. Devem-se desenvolver habilidades para lidar com o grupo e manter a harmonia. Procure iniciar bem o grupo, dentro de um princípio antigo, fácil de se aplicar quando se está começando: O que é combinado não é caro.

Um contrato com possibilidades de aditivos é a melhor maneira de começar, antes de tudo. O auxílio de um advogado é valioso nessa hora, porque torna as questões impessoais e tira a responsabilidade de um só, evitando melindres. Em sociedade, os profissionais podem discordar em alguns aspectos e dai gerar desconfianças e discussões.

Um auxílio importante

Para começar pense em implantar um software de prontuário eletrônico que possua ferramentas para aumentar a produtividade e forneça funcionalidades que tragam facilidades para o dia a dia dos profissionais e secretárias. A Agenda Eletrônica de bases médicas, bem como o arquivo de pacientes é um quesito importante. Além de evitar criação de arquivo físico um software médico permite consulta à Agenda e atendimentos de todos os clientes a partir de outros ambientes, até mesmo de outros consultórios e hospitais. Considere a escolha de um programa de arquivo médico, prontuário eletrônico de pacientes (PEP).

× Como posso ajudar? 31 99712-8487